sábado, 3 de outubro de 2015

Por Vanessa Viana

Desejos


                São só desejos, viajar, conhecer pessoas, fazer história, encontrar uma direção. Talvez sejam só coisas que nós seres humanos tenhamos aprendido a compartilhar, só desejos em comum.
                 As vezes realmente me pergunto se todos nós podemos desejar simultaneamente a mesma coisa pra cada um, tenho uma certa mania de fantasiar a respeito desses sonhos, me imagino em lugares fantásticos, cercada do mais diferente tipo de pessoas, fantasio historias mirabolantes, me torno vilã e heroína diversas vezes, em algumas sou a moça arrependida de seus pecados e em outras a megera de coração frio.
                 talvez meus desejos nunca tire meus pés do chão mais certamente levam minha mente ás alturas!

Boa Noite. 

sábado, 15 de agosto de 2015

Por Vanessa Viana


Um pouco leve...

             Como não me sentir leve? depois de miseras três taças eu estava quase fora de mim, não me lembro do momento exato em que meus pés deixaram de tocar o chão, eu não estava voando ainda, e certamente ainda não estava nas nuvens era como flutuar, engraçado, eu não me lembro de já ter flutuado antes.
              Só mais uma adolescente bêbada em outra festinha adolescente qualquer, um sorriso bobo se torna exagerado, as cores dançam na minha frente, os rostos se foram, mais seus vultos são tão bonitos! alguém me toca e sinto um arrepio, incrível, mais uma primeira vez de muitas, me senti bem hoje e realmente bom me sentir apesar do peso nas costas, tão tão leve.  


quarta-feira, 29 de julho de 2015

Ainda isso?

Por Vanessa Viana


De repente eu acordo hj e lembro que eu continuo amando vc, e sim é pra vc mesmo que eu escrevo, não sei por que agora não é mais fácil dizer isso, e talvez eu nem queira que vc saiba, então eu escrevo aqui onde eu sei que vc  nunca virá, onde por mais escancarado que esteja vc nunca vai ver, por que vc nunca vê né? nunca viu. bom ótimo, parabéns, eu ainda amo vc.

terça-feira, 14 de julho de 2015

Por Vanessa Viana

  Um espirito livre não precisa de asas pra voar só de uma carona.


Não é que eu não queira asas é que não preciso delas, tenho duas pernas e alguma força de vontade, posso ir onde eu quizer e ganhar o mundo, se tivesse asas, sim voaria e possivelmente não mais estaria aqui, planejando, claro eu posso me jogar no mundo sem olhar pra traz e seguir por onde eu quizer ganhando o mundo e conhecendo lugares e pessoas inesquecíveis, posso me aventurar, mais não sou do tipo que me jogo de cabeça, não sou do tipo que se entrega fácil, e talvez por isso eu ainda esteja aqui, não será por muito tempo eu sei, então enquanto eu arrumo a mochila, que tal você amigo que já tem uma bela de uma bagagem nas costas, por que não passa aqui e me dá uma carona?

Por Vanessa Viana

                                                Sobre Paz



       Um pouco de paz por favor? como seria maravilhoso se eu pudesse fazer esse pedido no menu de um café qualquer, eu não tenho na verdade nenhuma esperança de que isso aconteça, mais eu como muitos continuo pedindo por paz, não só pra mim mas também para as pessoas que estão ao meu lado, paz pra poder pensar e paz pra ser livre sem julgamentos, paz tambem nos meus sentimentos, preciso de paz pra lembrar e de muito mais paz pra esquecer. na verdade eu creio que a paz me trará finalmente a leberdade que eu tanto procuro, talvez eu me encontre depois de encontar a paz. 

domingo, 28 de junho de 2015

Então tá.




Por Vanessa Viana


Foda mesmo é eu achar que ainda é possível, eu vejo as coisas acontecendo e ignoro pareço uma criança fazendo birra por coisas que não fazem sentido, eu não entendo, mais continuo nesse caminho correndo atras de gente que se quer se lembra ou se importa, tenho mais é que aprender a ser mulher, e largar das minhas  birras infantis, todo brinquedo afinal se quebra, uns duram mais que outros, mais todos param de servir ao fim que se destinavam antes, alguns passam a ter mais valor e se tornam legados, outros são apenas jogados de lado, eu fui um brinquedo, mais agora estou mais interessada em brincar, fui boba e deixei passar tempo em que podia ter sido feliz, não vou mais. que brincar comigo? Então tá!

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Let´s go SWAG!

Aparentemente o estilo Swag veio pra ficar, depois da fase de reprovação por ser um estilo do gueto, de Rapper, acabou virando um estilo de vida, e entrando de vez na vida das pessoas, pra os homens o estilo não é muito variado, mais pra as mulheres...
vamos ver uns exemplos?

Começando com os shortinhos, já que aqui no brasil é verão pra sempre, dê preferencia aos curtos de cintura alta, as combinações podem ser das mais variadas, desde moletons ate regatinhas, depende do tipo de garota.


Os vestidos já vem com uma proposta mais definida, é quase a camisa de um jogador de basquete, com linhas horizontais nas mangas e barra, ou até completamente lisas, podem ser acompanhadas tanto de um sneaker e botinhas até saltos finos.


Já com as calças é com você, pode ser cintura alta, rasgada, skinni, cenoura, como for o que põe swag aqui é a sua atitude rsrsrs.

domingo, 21 de junho de 2015

Sobre a Vida, Cuide da sua!

           

              Sinceramente, vai cuidar da sua vida!, é ótimo se preocupar com sigo mesmo e deixar de lado "pré"conceitos que não nos levam a lugar nenhum, sim eu sou negra, ele é gay, ela tem cabelo perfeito, ela é gorda,comece a se preocupar com quem você é, e se torne quem quer ser, não perca o nosso tempo sendo o que os outros lá fora já são, seja dentro de si o que quer ser, seja livre, entenda que seres humanos são diferentes, porém humanos, e por humanos, digo capazes de raciocinar e tomar consciência do que lhe cabe ou não. sejamos francos todos temos do que nos queixar em nós mesmos, nosso excesso de magreza ou gordura, nossa falta de aptidão ou talento, nossos medos e frustrações, vamos nos preocupar com isso, o resto e os outros que sejam o resto, que sejam o complemento do que nós somos, que sejam a beleza a ser apreciada quando aqui dentro está tudo certo.

Passou, Ou está passando.

       


        É, ele era o cara, era o cara que eu queria que estivesse do meu lado no frio dessa cidade
era ele que eu queria ouvindo essa música, era nele que eu queria estar fazendo um cafuné, 
só que ele não está aqui.E eu sinceramente acho que ele não queria estar, mais tudo bem, mentira, não está tudo bem, está péssimo por que eu queria ele aqui, mais ele quis ir embora, ele quis crescer e fazer o futuro dele, estudar,
        Ótimo pra ele, mais e eu? quatro anos me dedicando a amar um cara, entendendo seus defeitos e 
o conhecendo como ninguém, eu descobri seus segredos e suas mentiras, eu ouvi suas historias, eu te dei carinho mais que tinha, superei momentos do seu lado, passei por você coisas que não passo 
por mais ninguém, mais você não quis saber.
        Talvez pra ele os meus "eu te amo" e " eu confio totalmente e você" simplesmente não tenham feito sentido, talvez eu simplesmente tenha sido "a" tola, a que sozinha quis acreditar em algo que nunca existiu, mais sabe? as lágrimas que eu estou derramando agora, vão ser a morfina que eu preciso pra superar a dor, e as lembranças vão ser a adrenalina que vai me colocar no comando da minha vida de novo, eu tenho certeza de "aqueles momentos" em que ele foi verdadeiro, vão ficar em mim pra sempre, vão ser as cicatrizes do que poderiam ter sido, mais eu sei que eu vou me curar ele foi não olhou pra traz, não lembrou, não quis, eu também posso ser assim, eu também posso seguir em frente.