sábado, 15 de agosto de 2015

Por Vanessa Viana


Um pouco leve...

             Como não me sentir leve? depois de miseras três taças eu estava quase fora de mim, não me lembro do momento exato em que meus pés deixaram de tocar o chão, eu não estava voando ainda, e certamente ainda não estava nas nuvens era como flutuar, engraçado, eu não me lembro de já ter flutuado antes.
              Só mais uma adolescente bêbada em outra festinha adolescente qualquer, um sorriso bobo se torna exagerado, as cores dançam na minha frente, os rostos se foram, mais seus vultos são tão bonitos! alguém me toca e sinto um arrepio, incrível, mais uma primeira vez de muitas, me senti bem hoje e realmente bom me sentir apesar do peso nas costas, tão tão leve.